Best Conversation I had this week

This week, I went for a consultation with a neurologist. It was about two years since I had no consult  with him.

Neurologist: Good afternoon. How are you living with the Writer’s Cramp? Do you want to use Botox again?

Me: I do not want to use more botox. I’m a little better and I do not lose hope. My disease is stabilized, although I can not write, I have a great difficulty to type and use computers and then, do anything with my hands. Anything that requires fine psychomotricity, fine motions.

Neurologist: Are you doing any treatment?

Me: I am doing acupuncture and keep practicing Tai Chi Chuan, even with  crippled hands.

Neurologist: I admire your effort and commitment, but have you seen any improvement?

Me: Yes. Although the WC has evolved in recent times, I feel that the disease stabilized and greatly improved the mood and disposition.

Neurologist: how can I help you?

Me: Long ago, I used some medications and would use again.

Neurologist: Why?

Me: I’d like to make an attempt to drug treatment, because I have not lost hope.  I can not stand to suffer without seeking a solution.

Neurologist: As you already have experience and knowledge of this disease, let’s do a test with one of the medications you have used previously…

The akineton is indicated for movement disorder and can help.

Me: I want to do a test with this medication, even in conditions where I am.

Neurologist: I think that drug can help in some aspect, but this kind of disease does not resolve.

Me: I understand perfectly and I am aware that WC has no effective treatment yet.

Limitless

If I could choose to have a superpower, I wanted the powers caused by the drug NZT-48 experienced by Eddie Morra (Bradley Cooper), a writer who lives in New York in the movie “LIMITLESS” released by Relativity Media on 18 March in 2011.

With these superpowers I could be a neurologist researcher in order to find the cure for writer’s cramp and dystonia.

I could learn about the movement disorder in a short time with all health activists who live with dystonia in the world, with all professionals and well as sharing experiences with the disease more quickly.

I could be a better health activist in the field of neurology, psychiatry and psychology.

Had this power caused by the NZT – 48, I could articulate a Global Dystonia Coalition in together with all advocates for better care for all who suffer with the disease.

If I were Eddie Morra with unlimited powers he acquired, maybe I could continue writing this article …  no pain, no difficulty, no discomfort, no crippled hands.

Drogas e Álcool motivam Crimes

    

Estou fazendo o Curso Prevenção ao Uso Indeviso de Drogas promovido pela SENAD em parceria com a UFSC e ao procurar reportagens sobre drogas encontrei um texto muito bem escrito da Agência de Noticias do estado do Paraná com o título: Drogas e álcool motivam crimes contra a pessoa. A reportagem faz uma reflexão muito boa sobre esta questão tão polêmica e séria na nossa sociedade.

Com relação ao curso, está sendo uma reciclagem bastante significativa prá mim. A razão de eu me interessar por esta matéria foi  minha atuação profissional e  a minha atuação enquanto presidente do COMAD(Conselho Municipal Anti-Drogas) de Sumé. 

Veja abaixo fotos da instalação do COMAD em Sumé no ano de 2003.


 

Na sequência: eu, a juiza, a secretária de educação, a secretária de saúde e dois conselheiros do Conselho de Entorpecentes do Estado da PB.

e-CIG – O Cigarro do Futuro

   
Pois é, neste mundo high tech que estamos inseridos não podia faltar esta novidade: O CIGARRO ELETRÔNICO . É algo atrativo para aqueles defensores e amantes do prazer do fumo .
Desde o ano de 2002, eu tenho trabalhado com Abordagem Cognitiva-comportamental para Tratamento de Fumantes no Ambulatório do SUS com as diretrizes doINCA. No ano passado, esta experiência no Ambulatório de Fumantes foi notícia no Vitrine do Cariri . Trabalhar com dependência de drogas não é fácil, pois a própria dependência implica em três aspectos: física, psicológica e comportamental. E além disso, é importante não esquecer o papel social, cultural e econômico desta substância psicoativa na nossa sociedade.
Algumas dificuldades que tenho encontrado no tratamento estão direcionadas justamente aos aspectos psicológicos; o conflito entre o prazer de fumar e querer deixar; a subestimação da dependência, dentre outros.
Com relação ao aspecto psicológico, tenho lido algumas pesquisas com relação as características de personalidade e a dependência do cigarro. Este aspecto é um fator determinante na dificuldade de cessar de fumar.
De acordo com a psiquiatra Dr. Célia Maria da Costa, o cigarro seria uma maneira de estabelecer algum tipo
de vínculo individual e social, só que de uma maneira mais profana e
destrutiva
.
Esta novidade high tech, provavelmente, seja uma forma de resgatar o espaço negado na sociedade, para o fumante, que se sente excluido pelo discurso cientifico e teológico, como afirma Henrique Pereira.

Nicotina: droga universal

Hoje pretendo discutir a questão das drogas!

Você sabia que …

A nicotina hoje é considerada a droga mais potente em termos de causar dependência?

Pois é, o cigarro é só a embalagem que carrega esta droga e mais de 4. 700 substâncias quimicas que são ervas daninhas para o ser humano.

Hoje, a OMS considera o tabagismo uma doença crônica-degenerativa assim como é o diabetes, a hipertensão, a obesidade mórbida, o alcoolismo e a aids.

Prá você ter idéia, existem mais de 16 doenças associadas ao tabagismo. É uma droga muito complicada. E tem gente que não acha.

A nicotina leva 7 segundos para chegar no cérebro e daí há um processo de neuro-adaptação.

Foi descoberto que as pessoas com transtornos mentais fumam muito mais e que a nicotina é uma substância anti-depressiva.

No mundo são cerca de 1,2 bilhão de fumantes e no Brasil são cerca de 35 mil. Isto sem contar os fumantes passivos.

O tabagismo juntamente com as outras drogas é o maior gerador de renda do capitalismo…

O que o governo tem arrecadado com os impostos da indústria fumageira não dá para pagar as despesas de saúde com os internamentos de pessoas com doenças associadas ao tabagismo.

A estratégia do MS tem sido, ultimamente,centrar fogo e investir nas campanhas de prevenção. Mas, ao meu ver, são poucas as secretarias municipais e instituições que têm aderido a esta proposta.

 

Visite o site www.inca.gov.br/tabagismo. Lá você encontra muita coisa boa sobre o tabagismo, inclusive o novo livro de José Rosemberg.

Outro site legal sobre drogas: www.senad.gov.br

                                                               www.abead.com.br

 

Podemos perceber que está havendo um aumento do consumo compulsivo e abusivo do tabagismo e outras drogas na nossa sociedade!!!

Alguns fatores que levam a isto são:

  • Acesso fácil;
  • Os jovens saindo mais cedo;
  • Qualidade de vida inferior;
  • Banalização do consumo e uma valorização da droga;
  • Fatores familiares. O comportamento da família: pais que bebem e a permissividade;
  • O jovem busca na droga uma forma de modificar sua relação com o meio.

Uma frase de um fabricante

‘Nicotina causa dependência. Portanto nosso negócio é vender nicotina, uma droga que causa dependência e é efetiva no alívio do estresse’

Addison Yeaman, Brown & Williamson

 

Se ligue:

  • A nicotina está no rol das dependências por intoxicação. É uma droga psicoativa;
  • Não é a toa que o maço tem 20 cigarros. É o número para manter a dependência por um dia;
  • O cigarro é amigo da onça;
  • As pessoas com tendência a depressão fumam mais;
  • A nicotina é um anti-depressivo;

 

DIA 29/AGOSTO –

CAMPANHA NACIONAL DE COMBATE AO TABAGISMO

 

Este ano a campanha divulga a LEI 9.294/96 que proíbe o uso de cigarros em ambientes fechados.

Vamos criar ambientes livres do cigarro!!!