Sharing about dystonia

On this fourth day of NHBPM  whose theme is “Disclosure Post”,  I decided to write my post in portuguese.

The main question today is: How did you decide what to share?

COMPARTILHANDO SOBRE DISTONIA

Quando eu comecei a escrever o meu blog, eu não tinha um objetivo ou um foco. Apenas, eu escrevia sobre o meu cotidiano, as coisas mais interessantes que eu encontrava na vida.  Na época, eu não tinha muita familiaridade com este tipo de mídia e não tinha experiência na produção de blogs. Mas, como a mídia social sempre me atraiu, eu comecei o primeiro blog no “Spaces” do MSN em  julho de 2005, com o nome “Homem de Bem”. No início, tudo era uma brincadeira, sem muito critério, tudo era meio amador, mas o nome do blog propunha um direcionamento.

Em  outubro de 2010, o blog foi migrado para o “WordPress” e neste momento comecei a definir um foco: escrever  sobre comportamento. No final do ano de 2010, eu decidi transformar o blog num espaço para  discutir sobre distonia; ser um dispositivo de  informação, de conscientização, de suporte e de diálogo com meus amigos e leitores sobre esta doença que não é conhecida pela população em geral e que maltrata tanto as pessoas que vivem com tal transtorno neurológico.

 Na verdade, a motivação para tal façanha surgiu depois da minha experiência em compartilhar e discutir o cotidiano das pessoas com distonia nos blogs “Dystonia Neuro Movement Disorder” do WEGOHEALTH  e “American Dystonia Society Community”.  O Wegohealth teve um papel importante e fundamental na decisão de definir qual o foco do meu blog  e na aprimoração do mesmo. Uma experiência muito bacana que tive foi a participação no NHBPM em novembro de 2011 e no HAWMC em maio de 2012 que  me ajudou a amadurecer mais na produção do blog. Um material muito bom distribuido pelo Wegohealth no mês de março de 2012 e que me deu um suporte imprescindível foi o livreto “100 Tips for Better Health Blogging”.

Desta forma, hoje o Blog  traz assuntos sobre comportamento e principalmente sobre distonia, uma vez que eu sou psicólogo e vivo com câimbra do escritor desde a infância.  Nele, eu procuro falar de minhas experiências sem medo e sem vergonha, assim como,  procuro torná-lo num espaço para dialogar com o leitor sobre esta doença neurológica do movimento. Eu tenho falado e postado mais artigos e links sobre distonia do que qualquer outro tema, pois tenho buscado ser um ativista da saúde sobre distonia. No Blog “Homens de Bem” eu procuro compartilhar as minhas experiências e de outras pessoas que VIVEM COM DISTONIA, que vivem fazendo o bem e buscando uma vida melhor em todos os aspectos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s